size 960 16 9 sucesso mulher computador1 660x440 - Como melhorar a produtividade no trabalho? Aprenda com os cases de empresas inovadoras

Como melhorar a produtividade no trabalho? Aprenda com os cases de empresas inovadoras

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Inspire-se com os cases de produtividade de empresas como Google, Apple, Netflix e Dell e faça a sua equipe render mais

Já falamos aqui no blog da Scua sobre a importância de investir na produtividade da sua equipe. Aproveitando ao máximo a capacidade produtiva dos colaboradores, a empresa tem uma série de benefícios: evita perdas financeiras, melhora a produtividade da equipe e a cultura organizacional e tem colaboradores mais felizes.

Mas como fazer a sua equipe render mais? Além de entender a razão dessa improdutividade, dividir as tarefas em etapas para os colaboradores e acompanhar a realização delas, algo que os gestores podem fazer é aprender com os exemplos de grandes empresas. 

Por isso, neste post, trazemos alguns cases de produtividade de companhias de sucesso para você se inspirar. Confira!

 

Cases de produtividade de empresas inovadoras

Se você nunca visitou um, certamente já viu as fotos dos escritórios de empresas de tecnologia bem-sucedidas como o Google. Com áreas de entretenimento para os colaboradores, muitas vezes elas se parecem mais com um parque de diversões que com um local de trabalho tradicional. 

Mas será que é isso que faz uma empresa ter níveis de produtividade acima da média? Ter opções de lazer para relaxar entre uma tarefa e outra ajuda bastante. Mas o que os especialistas em recursos humanos apostam, mesmo, é na formação de times de alta performance.

Monte times excepcionais

O que Apple, Dell, Google e Netflix têm em comum?

A resposta para essa pergunta é: essas empresas são 40% mais produtivas do que uma empresa média, de acordo com uma pesquisa da consultoria Bain & Company.

Segundo Michael Mankins, um dos sócios da consultoria, essas empresas começam com o mesmo número de talentos de alta performance que as outras. A diferença é o que as empresas inovadoras fazem com esses colaboradores, disse ele à revista Fast Company. 

Em primeiro lugar, empresas como Google e Apple selecionam papéis que são críticos para o negócio e que podem afetar o sucesso da estratégia da empresa. Os colaboradores excepcionais (os chamados star players, em inglês) são colocados em 95% desses cargos. O segredo estaria, então, na maneira como os times são construídos.

Ele usa como exemplo o que aconteceu na Apple e na Microsoft no início dos anos 2000. Enquanto a Apple precisou de 600 engenheiros e menos de 2 anos para desenvolver o iOS 10, a Microsoft usou 10.000 engenheiros para construir o Windows Vista, que levou mais de 5 anos para ficar pronto. 

A diferença é que a Apple usou os melhores colaboradores, além de só oferecer recompensas caso o time todo batesse as metas. Na Microsoft, por outro lado, a compensação era feita de forma individual.

Tenha líderes inspiradores

Michael Mankins conta também que um colaborador engajado é 44% mais produtivo que um colaborador satisfeito, mas que uma pessoa que se sente inspirada no trabalho rende 125% mais em comparação com o funcionário satisfeito. 

Para ele, a liderança inspiradora pode ser ensinada, e empresas que investem em fazer isso acontecer podem ver um impacto positivo na produtividade dos colaboradores. Na Dell, por exemplo, os times de vendas gerenciados por um líder inspirador são 6% mais produtivos que aqueles que têm um líder mediano. Na empresa, isso significa 6 bilhões de dólares a mais em um ano.

Para saber mais, leia também os artigos:

 

O caso da Netflix

Dentre os muitos conteúdos que viralizam na internet, uma apresentação de PowerPoint falando de cultura organizacional e motivação em empresas não costuma ser um deles, você concorda. Mas foi isso que aconteceu com os slides apresentados por Patty McCord, diretora de talentos do Netflix. Sem música ou animações, a apresentação de 126 slides traz dicas valiosas para quem trabalha na área.

Em um texto publicado na Harvard Business Review, ela conta essa história com mais detalhes e explica como a empresa reinventou a área de Recursos Humanos. 

Dentre as dicas da consultora para formar um time de alta performance, estão a contratação de pessoas com um “comportamento adulto”, o que, para ela, significa ter habilidade falar abertamente sobre problemas com o chefe, com os colegas e com os subordinados.

Além disso, ela recomenda falar a verdade sobre como a performance dos colaboradores está, reforça a importância de recrutar times excelentes e diz que bons gerentes precisam pensar de forma inovadora.

 

Estimule a produtividade usando um software de controle efetivo da jornada de trabalho

É claro que, além de ter bons líderes e montar os times certos, as empresas podem contar com uma ajuda da tecnologia. Para dar os primeiros passos na direção da produtividade, uma medida eficiente é adotar uma ferramenta de controle efetivo da jornada de trabalho.

Essa ferramenta funciona integrada ao seu software de ponto e, com ela, cada funcionário só pode iniciar seu trabalho em uma máquina após registrar o início da jornada no sistema. O mesmo acontece com intervalos. Quando a carga horária de trabalho termina, a máquina é bloqueada.

A ideia é promover um aproveitamento melhor das horas de trabalho, diminuindo a necessidade de fazer horas extras e, por consequência, as despesas da empresa. Também é bom para a equipe, que é mais produtiva nos horários em que deve trabalhar, garantindo o tempo de descanso e a qualidade de vida. 

Se você tem interesse em conhecer um software desse tipo, confira o Scua Logon. Clique aqui e saiba mais!


Deixe uma resposta